Scroll to top

Saúde física e mental: tem como separar?

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) o conceito de saúde envolve o bem-estar físico, mental e social.

Lindo isso, né? Imagine só uma vida fluindo bem, sem problemas, sem chateações, estresse, cheia de diversão e paz de espírito.

Esse conceito parece utópico e difícil de ser atingido, certo?

Ser Feliz o Tempo Todo

Às vezes, a gente até consegue chegar perto desse ideal. E quando tudo parece bem equilibrado, pensamos: “Ah, tá bom demais para ser verdade!”

Dentro dos padrões humanamente atingíveis, os aspectos físicos, mentais e sociais não são perfeitamente balanceados. Quando um aspecto da nossa vida vai bem, outro começa a dar uma desandadinha. Aí consertamos aquilo que não vai tão bem assim, o outro dá uma caída e a vida segue, como sempre.

Nós já sabemos que vida perfeita não existe. Ser feliz, animado, bem-humorado, otimista, esbanjar vitalidade e alegria o tempo todo é coisa de outro mundo.

Sua Vida x Vida Alheia

Às vezes, a gente realmente acredita nessa história de ser feliz o tempo todo. Isso tudo parece muito possível quando mal abrimos os olhos de manhã e já começamos a dar uma voltinha básica pelas redes sociais. É gente levantando às 5 da manhã e saudando o sol em um yoga mat lindão. É aquele copo de suco verde todo trabalhado nas especiarias logo cedo, foto de barriga trincada com um sorriso no rosto de quem já acorda feliz. Ou seja, esse pessoal leva muito a sério o conceito de saúde da OMS. Aí você pensa: “Pera aí, minha gente! Eu nem escovei os dentes ainda!” Nem preciso dizer como você se sente na hora que coloca seu pé no chão.

Saúde e Alimentação

Tudo bem, mas o que isso te a ver com a minha alimentação? Tudo!

Vamos mais uma vez pensar na definição de saúde da OMS: bem-estar físico, mental e social.

Vou usar o exemplo do suco verde em algumas situações. Você vê a colega toda feliz postando o bendito suco que você nem sabe que gosto tem e tenta fazer em casa, afinal, se ela está com um sorriso de orelha a orelha no rosto, o negócio deve ser bom. Embora a gente saiba que ele tem vários nutrientes incríveis, você faz e odeia. O físico até que fica bem (lembrando que não existe alimento vilão ou mocinho), mas o mental já te leva para baixo quando você pensa que deveria ter tomado seu café preto simples.

Em uma outra situação (ainda com o suco verde), a mesma colega propõe um detox-uma-semana-só-suco-verde-seca-barriga e você aceita. Na quarta-feira seus amigos te chamam pra tomar uma cervejinha e você pensa: “Nem em sonho! Tô na semana detox! Preciso me manter saudável!” Seu corpo, fisicamente falando, pode estar bem, mas e o seu psicológico vendo os stories dos amigos se divertindo sem você? E o fato de você ter se isolado em casa para não “cair em tentação”?

Buscando o Equilíbrio

Você consegue entender agora o equilíbrio que a gente tenta buscar levando em consideração o conceito de saúde? As coisas precisam ser 100% perfeitas? Não! Mas a gente tenta fazer malabarismo com todos os aspectos da nossa vida para que não fiquemos doentes. E quando eu falo em ficar doente, leve em consideração a questão mental que conta, e conta muito.

Se a gente for parar para pensar, a comida aparece em vários contextos durante nosso dia, mas ela não pode ser tudo. Lembra do tal malabarismo para manter o equilíbrio?

Por isso que quando recebo uma paciente nova eu gosto de analisar todos esses aspectos. Ela fica feliz tomando suco verde? Ela toma uma cervejinha durante a semana com os amigos? Ela está disposta a abrir mão disso ou daquilo? A condição financeira dela permite que ela escolha certos tipos de alimentos? O tempo disponível dessa pessoa é suficiente pra fazer receitas mais elaboradas? Ela busca algo mais simples?

Nunca se esqueçam disso: somos seres que gostam de socializar (às vezes não, eu sei!) e não somos um corpo com uma cabeça flutuante que tem seu próprio sistema. Não dá para separar o bem-estar físico, o mental e o social em caixinhas separadas. Eles estão sempre juntos e de mãozinhas dadas, acredite!

Que tal parar para pensar se você anda equilibrando os aspectos da sua alimentação?

PS: Não tenho nada contra suco verde, hein? Eu até tomo quando tenho vontade e quando meu corpo me diz que ele é uma boa pedida para o momento. 😊

Se isso faz ou não faz sentido para você, me escreve!

Beijos e até o próximo post!

Daniela

 

Related posts

Post a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *